Projeto bem-sucedido foi o vencedor do Programa de Excelência de Gestão IGH em 2017


Promover atenção terapêutica de forma individualizada, levando em consideração o histórico do paciente desde o momento da internação até a alta hospitalar. Esse é o objetivo do projeto do Médico Hospitalista, estratégia implantada de forma bem-sucedida na Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 horas Pirajá/Santo Inácio, em Salvador.

Os bons resultados obtidos pelo projeto na unidade de urgência e emergência da capital baiana credenciaram o gestor da UPA, Filipe Santos, e pelo médico Jardel Galvão Loiola - idealizadores do projeto - a receberem a premiação em primeiro lugar no Programa de Excelência de Gestão (PEG) do IGH em 2017.

“Esse médico é responsável por passar visitas a todos os pacientes internados na unidade e com isso, há uma queda significativa na taxa de permanência do usuário pois o profissional consegue visualizar todo quadro clínico de melhora do paciente de forma mais intensa. Há também uma melhor prescrição de medicamentos, evitando administração de drogas desnecessárias, o que é bom pois há uma racionalização nos gastos e o paciente não recebe drogas em excesso”, explicou Filipe Santos.

Implantada em julho de 2017, o projeto conseguiu reduzir em 25% o tempo médio de internação dos pacientes da UPA. “A ideia é que o hospitalista, além de cuidar do paciente, contribua de uma forma mais ampla na unidade. Uma maneira também é coordenando as equipes multiprofissionais facilitando a comunicação com os demais membros da equipe assistencial trabalhando com a parte da educação continuada”, afirmou Jardel Loiola.