Anunciado pelo Ministério da Saúde como uma das medidas de estímulo ao parto normal, o uso do partograma é considerado fundamental dentro de uma Unidade Hospitalar, por isso recentemente o Hospital Regional Deputado Luis Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, realizou um minicurso de capacitação entre as equipes do pré parto, para utilização desse método.

O partograma é a representação gráfica do trabalho de parto, que permite acompanhar a sua evolução, documentar, diagnosticar alterações e indicar a tomada de condutas apropriadas para a correção de desvios, evitando assim, intervenções desnecessárias. Ele deve conter registros sobre a identificação da gestante, sua história obstétrica, como, por exemplo, quantidade de filhos e existência de abortos anteriores, além de informações de pressão arterial, temperatura, entre outros.

As informações do partograma são fundamentais em casos de troca de plantão médico durante o trabalho de parto e já estão sendo utilizadas no HRDLEM, contribuindo para redução das taxas de cesáreas desnecessárias. O método, que também está inserido entre as ações de humanização da Unidade, tem colaborado para a prestação de atendimento com maior cuidado as gestantes, como também uma assistência em evidência com todas as recomendações do Ministério da Saúde e da Rede Cegonha, que tem aumentado as taxas de natalidade dentro da Unidade.