Para encerrar a Semana Mundial de Amamentação, o Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, promoveu o Encontro de Gestantes e Pais para conscientizar sobre a importância de amamentar e também doar o leite que sobra para crianças que precisam.

Segundo a coordenadora do BLH do Himaba, Rosa Albuquerque, o objetivo do encontro é explicar às gestantes a importância do aleitamento materno e orientar as mães em relação à prevenção de possíveis dificuldades que possam surgir durante a amamentação e os cuidados.

De acordo com a médica, o trabalho realizado pelo banco de leite é amplo e não se trata, portanto, apenas de um local onde é feita a captação do produto. Sua principal atribuição é atender as mulheres que tenham dificuldade de amamentação, ato essencial para garantir a melhor saúde dos bebês.

Durante a fala, a médica enfatizou sobre a importância do aleitamento materno, afirmando ser um alimento completo para o recém-nascido. “O leite materno é o melhor alimento para bebês, pois previne infecções e alergias, fornece os nutrientes necessários para o melhor desenvolvimento do recém-nascido. Esses benefícios são ainda mais importantes para os bebês prematuros, que apresentam maior risco de infecção e, às vezes, atraso no desenvolvimento”, comenta.

O encontro serviu também para orientar as mamães com excedente de leite a se sensibilizaram da necessidade de doar para quem precisa. “É muito importante a doação, pois atendemos todas as crianças internadas na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (Utin), muitas mães não conseguem produzir o leite por alguma dificuldade, e somente com as doações que conseguimos suprir a demanda necessária”, comenta a coordenadora do Banco de Leite, Rosa Maria Negri Rodrigues Alves.

Estoque em baixa
A coordenadora do Banco de Leite, Rosa Maria Negri Rodrigues Alves, faz um apelo para que as mães se conscientizem a doar. “A solidariedade das mães que têm excedente de leite pode salvar muitas vidas e não traz prejuízo nem para as mães nem para o seu bebê. Há mães que jogam o leite fora, enquanto o estoque do hospital está vazio, por não saberem da facilidade de doar. Não precisa ir ao banco de leite, pois uma equipe busca na casa da doadora”, destacou.

Qualidade
O banco de leite do Himaba mais uma vez foi classificado em “padrão ouro de qualidade”. Em 22 de maio, o BLH do Himaba foi premiado com o selo ouro de qualidade. O evento aconteceu no auditório da Secretaria de Estado da Saúde, e premiou os bancos de leite humano do Estado destacando a qualidade, higiene e atendimento.

Serviço
As mães que quiserem doar podem entrar em contato por telefone com o Banco de Leite, que a equipe vai até a residência, avalia os exames de pré-natal, cadastra a doadora e busca o leite. O banco funciona todos os dias, das 7 às 18 horas (inclusive feriados).