Representantes do Hospital Regional Deputado Luis Eduardo Magalhães, participaram do seminário realizado pela Secretaria de Saúde de Porto Seguro, voltado para a atenção pré-natal, tendo a participação da coordenação de apoio institucional COSEMS/SESAB e de representantes dos oito municípios da microrregião.

Para o HRDLEM foi de grande importância o evento, especialmente por se tratar do único hospital de referência em gestação de alto risco da microrregião de saúde do extermo sul do Estado. Dessa maneira, foi possível debater acerca do perfil institucional, sua complexidade e demanda, uma vez que a Unidade vem assumindo ainda a realização de partos de risco habitual de grande parte da região.

A apresentação da unidade foi ministrada pela diretora geral do HRDLEM/IGH Thais Fraga, com a colaboração da coordenadora de Obstetricia Hellen Rocha e da enfermeira Obstetra Micaeli Assis, tendo como objetivo compartilhar desafios e avanços na área de obstetrícia, no que tange aos princípios e diretrizes do Rede Cegonha (atenção materno-infantil) e a atenção Humanizada ao “Parto e Nascimento”.

Gerido pelo Instituto de Gestão e Humanização/IGH desde setembro/2015, o HRDLEM tem investido em adoção de medidas que garantam a implementação da rede de cuidado, conseguindo viabilizar conquistas importantes para a área, como a ampliação do quadro de enfermeiras obstétricas, criação de sala de acolhimento, aquisição de equipamentos através da SESAB, a exemplo do Cardiotocógrafo e ultrassom com doppler. Além disso, tem empenhado esforços para garantir a implementação de rotinas que garantam às gestantes o direito ao acompanhante (de sua livre escolha), e a inclusão de boas práticas como partos verticais, partos sob o chuveiro, massagens, utilização de música como auxilio no relaxamento, ferramentas como bola suíça e cavalinhos.

Durante o encontro foram apresentados ainda, dados que demonstram avanços importantes no controle e monitoramento de indicadores de qualidade em saúde como a redução de taxa de cesáreas, de episiotomias, garantias para o aleitamento na primeira hora de vida, dentre outros.

Na avaliação dos colaboradores, o seminário foi fundamental para apresentação dos indicadores hospitalares de saúde, assim como, para o compartilhamento dos fluxos e especificidades dos serviços prestados tanto a atenção básica quanto da atenção hospitalar, sendo este um grande passo para que juntos possamos garantir estratégias que fortaleçam e qualifiquem cada vez mais a saúde do SUS neste pólo microrregional.