HMI promove capacitação Check list Nascimento Seguro

No intuito de apoiar o uso de práticas essenciais de cuidados maternos e perinatais, o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir Nascimento deu início no mês de dezembro, às capacitações da equipe multidisciplinar (Obstetras, Pediatras, Preceptores da Residência da Obstetrícia e Pediatria, Anestesistas e Equipe  de Enfermagem ) para utilização do Checklist Nascimento Seguro.

Referência para a gestação de alto risco, sendo considerado como atenção de média e alta complexidade, o HMI, por meio do Núcleo Interno de Segurança do Paciente (NISP), fez o lançamento da implantação desse protocolo em junho deste ano e agora já deu início à parte prática. O treinamento do Checklist Nascimento Seguro da unidade foi iniciado in loco nos  setores de Pronto Socorro da Mulher (PSM), Pré Parto, Obstetrícia Posto 2 e Centro Cirúrgico, e foi ministrado pela enfermeira obstetra Juliana  Montalvão ( Preceptora da Residência de Enfermagem Obstétrica).

De acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, dos 130 milhões de nascimentos que ocorrem todos os anos, cerca de 303 mil resultam na morte da mãe, 2,6 milhões são natimortos e outros 2,7 milhões de recém-nascidos morrem nos primeiros 28 dias após o nascimento.

Com o checklist estes números tendem a cair, visto que aborda as principais causas dos óbitos maternos como hemorragias, infecções, parto obstruído e hipertensão arterial, bem como dos bebês nascidos mortos relacionados com complicações perinatais (cuidados inadequados antes do nascimento) e mortes neonatais (asfixia no parto, infecções e complicações relacionadas com a prematuridade do parto).

O protocolo implantado no HMI  têm como referência o checklist do Parto Seguro da Organização Mundial de Saúde – OMS (WHO Safe Childbirth Check list), concebido como uma ferramenta para melhorar a qualidade dos cuidados dispensados às mulheres que dão à luz.

A enfermeira Lílian Maria Fernandes explica que o checklist é uma ferramenta simples que  garante que o paciente irá receber toda a assistência necessária. “Este checklist será utilizado para assegurar o uso de práticas essenciais de cuidados maternos e perinatais. Pois, ele trará dados importantes  preenchidos pelos profissionais de enfermagem e pela equipe médica”, afirmou.

Segundo a diretora técnica interina do HMI e coordenadora da obstetrícia, Luciene Bemfica, o treinamento do Checklist Nascimento Seguro da unidade será contínuo. “O intuito é capacitar todos os profissionais envolvidos, assegurando a adesão e comprometimento com esse protocolo tão importante, a fim de reduzir as taxas de morte materna e neonatais. É uma forma de garantir que o protocolo esteja sendo cumprido por toda nossa equipe, desde o momento em que a gestante é admitida no hospital até o momento de sua alta e do recém-nascido ”, finalizou.