Mudanças no Pronto Socorro do Hospital Municipal reforçam medidas preventivas para Covid-19

Visando reforçar as medidas preventivas do coronavírus, o Pronto Socorro (PS) do Hospital Municipal de Contagem José Lucas Filho (HMC) passou por adaptações estruturais, na última quarta-feira de julho (29/07). A partir da data, a Portaria do Pronto Socorro passa a receber apenas pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19, encaminhados pelo SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SAMU. Os setores adjacentes a esta recepção: Sala Vermelha, Observação 2 e salas de triagem, foram reestruturados e  passam a compor uma nova enfermaria isolada para avaliação clínica dos pacientes, equipada com três leitos de UTI – Unidade de Terapia Intensiva e seis de semi-intensivos.“A medida é uma precaução diante da demanda existente em relação à doença e, também, uma forma de deixar o atendimento mais rápido ao paciente que se encontra em estado grave ao acionar o SAMU, que encaminha-o até o serviço de urgência do PS e precisa de cuidados imediatos,” explica a coordenadora geral de Enfermagem, Priscilla Fazzio. Uma equipe multiprofissional com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem foram contratados para atendimento exclusivo no setor.Uma nova porta foi instalada, ao lado da Portaria do Pronto Socorro, para continuidade das admissões de pacientes urgentes em situações de traumas, ocasionados por acidentes ou piora do quadro de saúde, também encaminhados pelo SAMU, Corpo de Bombeiros, Via 040 e transferidos da rede de Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) do município. Internamente, esta entrada dá acesso a Observação 1 e a enfermaria de Politrauma que passam a incorporar a Sala Vermelha no atendimento. A quantidade de leitos permanece a mesma. Nenhum paciente destas alas tem contato com as áreas isoladas. “Nosso trabalho é resguardar a saúde de pacientes, acompanhantes e dos colaboradores com esta separação de portarias e promover uma assistência segura e de qualidade a todos que neste momento precisam de cuidados com a saúde,” finalizou Priscilla Fazzio.