Aleitamento é foco de treinamento no CMI de Contagem

O Complexo Hospitalar de Contagem capacitou nos dias 27 e 28 de fevereiro, a primeira turma de 2019 do treinamento Aleitamento Materno: uma prioridade mundial. “O curso é um dos requisitos para o título da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), que a unidade mantém desde 2005, mas mais do que isso é a essência do trabalho da instituição”, destacou a presidente da Comissão Permanente de Aleitamento Materno e enfermeira do CTI Neonatal, Kátia Aparecida da Fonsêca Barbosa.

Segundo Kátia Aparecida, este é um treinamento frequente na unidade para que toda a equipe esteja alinhada a uma mesma orientação de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à saúde integral da criança e da mulher, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao longo do ano serão capacitadas mais quatro turmas e quem já fez pode fazer novamente para atualizar-se. “As práticas do Cuidado Amigo da Mulher, previstas na Portaria n° 1.153/2014 de Ministério da Saúde, são ainda recentes e devem ser reforçadas” ressaltou.

Conteúdos

A capacitação teve duração de 20 horas e contou com palestrantes de diversas áreas do Centro Materno Infantil (CMI) Juventina Paula de Jesus. Foram apresentados os temas: Bases Teóricas do Aconselhamento, com a terapeuta ocupacional, Handula Janine Simões; Cuidado Amigo da Mulher (CAM), com a enfermeira Obstetra, Tatiane Augusta Santos Lavez; e Anatomia da mama e fisiologia da lactação, com ginecologista e obstetra, Dr. William Martins de Aguiar Fontes.

Patrícia Elise Froeseler que é doula e já esteve na unidade acompanhando algumas mães contou que a técnica de alimentação através do copinho que foi apresentada pela com a fonoaudióloga e técnica de relactação e feeding-finger, Márcia Regina Pacífico Ribeiro, trouxe muita clareza para detalhes fundamentais que no dia-a-dia se perdem ou são desconhecidos: “Este treinamento foi transformador, acredito que posso ajudar muito mais agora,” comentou.

Entre os palestrantes convidados os temas abordados foram: Problemas precoces e tardios com as mamas, que foi apresentado pela consultora em lactação pelo Núcleo Saúde da Mulher e da Criança (IBCLC) de Contagem, Viviane dos Reis Gade da Cruz; Iniciando a mamada, contato pele a pele e avaliação da mamada proferido pela pedagoga, membro do Comitê Estadual de Aleitamento Materno de Minas, Vânia Aparecida Lima.

A nutricionista da Maternidade Odete Valadares, Danielle Aparecida de Almeida Matos, também palestrou no evento sobre a Norma Brasileira de Comercialização de substituto do leite materno (NBCAL). Já a enfermeira Neonatal, Gisely Abrantes Chalub Menezes da Mota, debateu a respeito da Rede Cegonha, enquanto a fonoaudióloga, coordenadora do Comitê de aleitamento do Hospital Julia Kubitschek, Eliane Aparecida Fonseca Ferreira falou sobre Bicos chupetas.

– Como prevenir o desmame precoce?

Para as participantes Bianka Cristina Alves Reis e Deyse Lúcia Silva, nutricionistas da Maternidade, as palestras foram bem abrangentes e os conteúdos apresentados pelos vários especialistas enriqueceram o aprendizado. “É muito importante este conhecimento, passamos orientações corretas para as mães que, consequentemente, também são multiplicadoras desta informação,” declarou Deyse Lúcia.

Práticas na assistência

Participaram do curso 45 profissionais da assistência ao binômio mãe e filho. Além do conteúdo teórico, os participantes farão nas próximas semanas algumas práticas durante o trabalho.
A enfermeira obstetra, Selma Andrade Santos, afirmou que o curso foi excelente devido à diversificação da grade de conteúdos e aos colegas de várias áreas que compuseram a turma. “Temos um papel importante na vida das mães e crianças que passam por aqui e o conhecimento é essencial para isso,” finalizou Selma Andrade.