CHC realiza teste microbiológico

Profissionais responsáveis pela higienização do Complexo Hospitalar de Contagem (CHC) presenciaram, no dia 08 de outubro, um teste microbiológico do saneante quartenário amônio utilizado na desinfecção dos ambientes do local. O resultado foi positivo, o que demonstra eficácia da limpeza realizada pelos colaboradores e qualidade do trabalho para uma assistência segura.

A avaliação consistiu em coletar amostras antes e após o uso do produto, por meio da exposição dos materiais à luz específica que identifica a presença de microorganismos. Para medição foi utilizada o sistema de RLU (Relative Light Units), unidade utilizada para medir o nível de contaminação. A quantidade de luz produzida é proporcional a quantidade de microorganismos. Quanto maior seu valor, maior é a contaminação.

No teste realizado na grade da cama do CTI, o valor encontrado antes da higienização foi de 283 RLU que representa alto risco de contaminação, pois apresenta resultado superior a 200 RLU. Após a limpeza, o resultado caiu para 39 RLU, menos de 100 – índice que corresponde à ambiente seguro.

O experimento também foi realizado no colchão utilizado no setor. Antes do uso do saneante foi registrado 194 RLU. Valores de 100 a 199 são medidas de alerta, pois correspondem a presença de bactérias. Depois, o valor encontrado reduziu para 63 RLU.

Esta análise foi feita pela empresa fornecedora do saneante, Bunzl, a pedido da prestadora do serviço de higienização no CHC, Grupo Conservo, com objetivo de garantir da eficácia da limpeza. “Buscamos ser referência na área de limpeza hospitalar e avaliar o que estamos desenvolvendo faz parte deste processo”, esclareceu a coordenadora da Conservo, Laura Guimarães. “O teste na presença dos colaboradores que realizam a técnica de higienização é uma forma de mostrar para estes profissionais que o trabalho deles é importante e tem impactos na assistência,” concluiu.

Estiveram presentes representantes do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SCIH) e do CTI do Complexo.