Uncategorized

Equipe multi do HMI comemora a vida

Diante de um momento extremamente delicado vivido em todo o mundo com a pandemia de Covid 19, os profissionais da saúde estão passando por grandes desafios. Para aliviar o medo, o cansaço e amenizar a dor das perdas e, principalmente, agradecer pelo fato de estar vivo, a equipe de multiprofissionais do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), promoveu nesta quinta-feira, 11 de março, uma “comemoração à vida”.

Responsáveis por cuidar, tratar, restabelecer e promover a saúde da população, os profissionais da unidade, médicas, enfermeiras, fonoaudiólogas, psicólogas e assistentes sociais, participaram  de uma reflexão e agradecimento. Orações, depoimentos, mensagens de otimismo, distribuição de cartões e ainda, um bolo especial, marcaram o momento de conforto e esperança.

A pediatra Stephânia Laudares, foi uma das idealizadoras desta celebração. No mês de seu aniversário, em janeiro, a equipe quis fazer uma surpresa mas acabou sendo surpreendida. A colega tão querida por eles estava afastada com covid-19. Depois de vários dias, a médica voltou ao trabalho e percebeu que toda a situação vivenciada, com perdas de familiares, de amigos, vem causando uma tristeza no ambiente. “Vi uma oportunidade de alertar meus colegas: temos muito que agradecer, pelo simples fato de estarmos vivos. Agradecer a Deus pela vida, por nossos pacientes, por nosso trabalho e dizer a cada um que não estão sozinhos. Aqui (no hospital), somos uma família!”, pontuou a médica.

A enfermeira Ana Cláudia Borges, ficou feliz com a iniciativa. Ela adoeceu em setembro do ano passado, com covid-19. Ela venceu a doença, mas ainda tem medo. “Os primeiros dias foram bem apreensivos, não sabemos como será o processo, se vai agravar. Foram momentos bem difíceis. Mesmo não precisando ser internada, não foi fácil. Hoje, vivo da esperança que possamos retomar a nossa vida normal”, falou Ana Claudia.

A psicóloga Janaína Barbosa, foi a responsável por confeccionar os cartões e entregar a cada profissional. “A equipe está muito abalada, fragilizada, diante desse contexto. São profissionais de trabalho árduo, dedicação à vida do próximo. Por tudo isso, resolvemos promover essa comemoração, em especial para aqueles que passaram pela doença, que estão vivenciando isso em casa. Foi uma oportunidade de falar o que estão sentindo. Foi a forma que encontramos para dizer que estamos todos sensibilizados e também agradecer a cada um pelo gesto de amor”, salientou a psicóloga

Deixe uma resposta