Hospital Infantil de Vila Velha realiza reuniões para orientar acompanhantes

Teve início no Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, o projeto “Reunião de Acompanhantes”. O objetivo do projeto é dar orientações, esclarecendo dúvidas sobre procedimentos e condutas no ambiente hospitalar para as pessoas que estão na unidade, acompanhando pacientes.

A partir de agora, esses encontros acontecerão duas vezes por semana, sempre às terças e quintas-feiras, às 14 horas, no auditório do hospital.

Os palestrantes deste primeiro encontro foram os profissionais da equipe multidisciplinar – Psicologia, Serviço Social e enfermeiras do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar –, todos profissionais do Himaba.

Eles distribuíram cartilhas aos acompanhantes com orientações básicas sobre as condutas, horários e critérios de visita e troca de acompanhantes, alimentação, pertences, roupas e alta hospitalar, além de informações sobre os cuidados necessários para prevenir casos de infecção hospitalar, como a importância de lavar as mãos e não levar alimentos para o paciente.

“Apesar de exercer papel significativo na recuperação do paciente, o familiar não está autorizado a agir sozinho em momentos como banho, realização de curativos e almoço de pacientes que estejam começando a comer. A equipe de enfermagem está pronta para dar a assistência necessária, e o acompanhante precisa pedir ajuda”, destacou a coordenadora da internação pediátrica, Rosana Melo.

Sobre visitas realizadas por crianças menores de 12 anos, a equipe do Serviço Social esclareceu que é necessário realizar uma avaliação pela equipe de enfermagem e o acompanhamento psicológico da criança e do paciente para saber se é possível autorizar a visita. Durante o encontro, os acompanhantes ficaram atentos e participativos. “Acho muito importante estas explicações no hospital. Gostei muito”, disse o acompanhante Agnaldo Martins.

Para Elvira Cristina, que acompanha a filha internada no hospital, a reunião foi muito proveitosa. “A reunião foi muito boa, pois é uma oportunidade para tirar dúvidas. Eles falaram como devemos nos comportar e sobre a importância da lavagem das mãos. Eu gostei muito”, comentou.