Um minuto de silêncio nas unidades de saúde de Contagem

No último sábado, 08 de agosto, o Brasil registrou mais de 100 mil vidas perdidas por coronavírus e Contagem, 200 óbitos. As infecções respiratórias ocasionada pela Covid-19 têm sintomas semelhantes a um resfriado, mas em algumas pessoas a doença pode evoluir para uma crise aguda respiratória necessitando atendimento hospitalar e, em situações mais críticas, a perda de familiares, amigos e pessoas próximas. 

Diante deste cenário, desde março, os profissionais de saúde tem se empenhado para cuidar dos pacientes tocados por esta doença. Em memória às vidas perdidas, os profissionais da saúde em Contagem realizaram no um minuto de silêncio, ao longo do plantão.“A cada irmão que foi antes da hora nossa saudade e homenagem” esta foi a mensagem do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) e da Prefeitura de Contagem na data. Entre os homenageados, uma em especial, a técnica de enfermagem da UPA Ressaca, Maria Aparecida de Andrade, de 53 anos, que foi vítima da Covid-19 e faleceu no dia 20 de abril. Ela também era servidora da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), no Hospital Alberto Cavalcanti, em Belo Horizonte.Cuidando de vidasNos últimos cinco meses de pandemia, as unidades da rede de saúde e emergência de Contagem mantiveram a assistência à saúde 24h sem interrupções, ampliando leitos de UTI e enfermaria, fortalecendo medidas preventivas, contratando profissionais e realizando capacitações constantes, de acordo com as diretrizes dos órgãos de saúde, em busca de cuidar de todos que precisam e se mantendo com fé e esperança por dia melhores.