HMI antecipa o Natal e alegra crianças

O Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), por meio dos setores de Psicologia e Serviço Social, promoveu um Natal diferente para as crianças internadas na unidade, nesta terça-feira, 22 de dezembro. O Papai Noel foi na versão pet.  A Layka, uma cadela terapeuta, vestida com roupa temática, levou alegria e aconchego às crianças.

Esta é a segunda vez que a tutora da Layka, Cleres Bizol, leva sua pet ao HMI e novamente foi um sucesso, tanto com os pequenos pacientes quanto com os adultos. “Já está comprovado que o convívio com animais traz bem-estar, transmite amor e ajuda na recuperação de pacientes. É uma alegria poder colaborar com essa atitude de amor”, disse Cleres.

Para melhor acolhimento, Layka ficou num espaço reservado para o encontro com as crianças, que foram abraçar e ganhar os presentes em pequenos grupos. As crianças fizeram questão de tocar e abraçar a Layka. Samuel de 1 ano, que está internado há 20 dias, ficou encantado. “Foi muito bom ver o sorriso no rosto do meu filho!  Achei maravilhoso esse carinho com a gente”, salientou Daiane Franco, mãe de Samuel. O garoto Matheus, de 5 anos, era só alegria.   “Não imaginava que ia receber esse presente aqui no hospital. Adorei!”.  “Fiquei muito feliz e até emocionada. Só tenho a agradecer a todos aqui”, destacou Lucília Azevedo, mãe do Matheus.

Além da visitante tão esperada, as crianças receberam presentes, brinquedos que foram doados pelo ortopedista Leonardo Guimarães. “Nosso objetivo é proporcionar uma assistência humanizada, acolher o paciente e essas ações ajudam a minimizar o impacto da hospitalização, principalmente numa época como essa do Natal, que é bem família e os pacientes se encontram longe desse ambiente”, salientou a coordenadora da Psicologia, Flávia Zenha.

“As crianças já atravessam um momento tão delicado de tratamento médico, longe dos familiares. É importante lembrar da essência do Natal e proporcionar momentos de alegria e conforto aos nossos pacientes” ressaltou a diretora técnica, Cristiane Carvalho.

Cães terapeutas

São animais treinados e integrados a uma equipe multidisciplinar formada por profissionais de saúde e educação, que ajudam na recuperação do paciente.

A visita da cadela terapeuta ao HMI foi previamente agendada, com apresentação do cartão de vacina em dia, laudo do veterinário responsável e o certificado de cão terapeuta do projeto Terapia Assistida por Animais (TAA), da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Antes de ir ao hospital, a Layka passou por uma higienização apropriada, calçou as botinhas e só pisou no chão ao entrar na unidade, onde permaneceu o tempo todo com sua dona e guia.